Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Arquivo NippoBrasil: Zashi - Destaques

Destaques: NippoBrasil
    

HISTÓRIA DA ESCRITA JAPONESA
Matéria publicada no Zashi edição 8 - Abril de 2008

LEITURA DE IDEOGRAMAS 2
Jukugo – Jûbako

Conforme foi mostrado na edição anterior, cada ideograma pode ser lido de duas formas: on’yomi (leitura originalmente chinesa)
e kun’yomi (leitura modificada a partir da tradução japonesa)

Formas de leitura
Os compostos de on e kun são chamados de jukugo ( ) e podem ser lidos na seqüência on-on e kun-kun, que são comuns, ou então em leituras híbridas, como on-kun ou kun-on. Um exemplo de on-kun é a leitura batizada de jûbako-yomi ( ), devido à analogia que se faz à leitura desse composto de ideogramas, na qual a primeira leitura jû deriva do som chinês de e a segunda, bako, de leitura japonesa de .

“Caixas sobrepostas”
Jûbako ( ) é um jogo de caixas laqueadas sobrepostas para colocar comida. A própria leitura da palavra jûbako serve como exemplo dessa forma de leitura, já que o ideograma recebe a leitura chinesa jû, significando “sobrepor”, e o ideograma , a leitura japonesa hako (modificada foneticamente, tornando-se bako), que significa “caixa”.

São exemplos de jukugo com a leitura jûbako as seguintes palavras: (dai-dokoro = cozinha), (hon-ya = livraria), (ryô-gawa = ambos os lados) e (shin-gata = forma ou modelo novo).

Nos próximos meses, trataremos, respectivamente, da leitura yûto e da leitura especial ateji.


Colaboradores: Ayako Akamine e Eric Yamagute Pereira
Coordenação: Profª. Leiko Matsubara Morales
Centro de Línguas (FFLCH/USP) – Centro Interdepartamental de Línguas – Cursos de Japonês Instrumental
Direção: Profª. Drª. Rosane de Sá Amado
E-mail: japones.cl.fflch.usp@gmail.com

© Copyright 1992 - 2015 - Portal NippoBrasil

Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br


17 usuários online


Redação: editor@nippo.com.br

Diretoria: diretoria@nippo.com.br

Vendas: anuncie@nippo.com.br

Tel: (11) 9 5371 4019 (TIM)