Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Arquivo NippoBrasil: Zashi - Destaques

Destaques: NippoBrasil
    

SEMPRE ZEN
Matéria publicada no Zashi edição 5 - Janeiro de 2008

Dever e responsabilidade

(Por Venerável Mestre Hsing Yun*)

Desde que nascem, todos carregam um dever para consigo mesmos, suas famílias, sociedade e país – a vida, por si só, é um dever. Dever é beneficiar os outros. É a responsabilidade dos corajosos e a ambição dos jovens e capazes. Se outros nos designam um dever em particular, devemos bravamente assumi-lo e ser responsáveis por ele. Aqueles que têm senso de responsabilidade devem se importar somente com a realização do trabalho – e não com sucesso ou fracasso, ganho ou perda. Não devem questionar quão difícil é a sua tarefa, mas centrar os seus esforços para cumprir suas responsabilidades.

Sentimento nobre

O senso de responsabilidade é o sentimento mais nobre que existe. Aqueles que agem com responsabilidade são capazes de grandes conquistas, enquanto os irresponsáveis são ineptos, por mais talentosos que sejam. Devemos ser responsáveis por todas as nossas decisões – quando nos dispomos a assumir responsabilidades, não há nada no mundo que não possa ser resolvido.

A responsabilidade traduz-se em força e confiança. Sempre que estamos prontos a assumir responsabilidades, há conquistas. Não devemos ser responsáveis apenas por nossas obrigações, mas também por nossos erros. Para progredir, devemos nos responsabilizar por eles e deles nos arrepender. Ao errar, se permanecermos apegados ao que é incorreto, se culparmos os outros por nossas falhas, ou se tentarmos justificar nossos erros, não haverá esperança de sucesso.

Em nosso processo de aprendizagem, não devemos temer a falta de reconhecimento ou a oportunidade de provar nossas habilidades. Ao contrário, devemos temer a falta de coragem para assumir responsabilidades. O sucesso em nosso trabalho depende da quantidade de responsabilidade que somos capazes de assumir. Aqueles que têm senso de responsabilidade são capazes de vencer adversidades e criar boas oportunidades para si mesmos, enquanto os que a temem fracassam e não conquistam nada.

Primeiro passo

Em qualquer atividade, é preciso coragem para dar o primeiro passo. Quando se é suficientemente audaz para assumir a responsabilidade, aceitar o desafio e tentar, não há nada que não possa ser alcançado. Não devemos temer o recuo — o mais importante é ter forças para arcar com a responsabilidade. A força vem da tolerância para com a vida e para com todos os fenômenos. A tolerância é a força e a sabedoria de que precisamos para ser responsáveis. Devemos ser capazes de tragar nosso orgulho quando preciso.

Render-se à modéstia é uma virtude, mas isso deveria ser feito com base na razão. Ser modesto no momento inoportuno é agir irresponsavelmente; por outro lado, recusar-se a ser modesto quando isso se faz necessário significa apego excessivo aos próprios atributos. Ao tratar de nossos afazeres e ao lidar com os outros, deveríamos ser indiferentes à fama e à fortuna, mas sérios em relação ao nosso dever. É preciso cultivar força para assumir responsabilidades – e, para isso, deveríamos começar por nos conhecer e nos treinar. Não devemos esconder nossas fraquezas ou nos recusar a discuti-las. Ter capacidade de enfrentar os próprios defeitos com coragem e transformá-los definitivamente é ser verdadeiramente responsável pelo próprio dever e pela vida.

Pensamentos

“O preceito é remédio contra a impureza.
O preceito é água que aplaca a sede.”

“A moralidade rege a ação.
A ação concretiza a moralidade.”


* É o 48º patriarca do budismo chinês da escola
Ch’an. Fundador do Monastério Fo Guang Shan,
em Taiwan, e do Templo Zu Lai, em Cotia (SP),
cujas raízes são do Budismo Mahayana, que enfatiza a aproximação
da natureza búdica ao alcance de todos.

© Copyright 1992 - 2015 - Portal NippoBrasil

Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br


17 usuários online


Redação: editor@nippo.com.br

Diretoria: diretoria@nippo.com.br

Vendas: anuncie@nippo.com.br

Tel: (11) 9 5371 4019 (TIM)